FAQ

Quais tipos de residências são aceitas no Seguro Residencial?


O Seguro Residencial aceita diferentes tipos de moradias, como casas e apartamentos, sejam elas fixas ou de temporada, com construções em alvenaria, madeira ou feitas de forma mista. Também garante proteção a imóveis próprios e alugados; ocupados e desocupados; moradias compartilhadas, tipo coliving; imóveis disponíveis em plataformas on-line de locação e até residências em que os clientes tenham escritórios ou pequenos comércios no mesmo imóvel onde moram.




Meu prédio tem Seguro do Condomínio. Preciso contratar o Seguro Residencial? Não seria gastar duas vezes com a mesma coisa?


É importante entender as diferenças entre o Seguro Residencial e o Seguro de Condomínio. O Seguro Residencial cobre o proprietário do imóvel da porta da residência para dentro e o Seguro do Condomínio da porta para fora. Ter uma relação dos bens de maior valor, bem como a nota fiscal dos mesmos é aconselhável para uma eventual necessidade de comprovação. Já o Seguro de Condominio cobre roubos, incêndios e outras ocorrências nas áreas comuns de prédios e condomínios. Também abrange acidentes e seguro de vida de funcionários.




Existe franquia para o seguro de imóveis?


Para Seguros Residenciais existe sim franquia, que é chamada de Participação Obrigatória do Segurado (POS). Existe também a franquia no caso de acionar as coberturas adicionais como Danos Elétricos, Danos Morais, Desmoronamento, Escritório em Residência (Home Office), Impacto de Veículos, Quebra de Vidros, Vazamento de Tubulações, Vendaval, Obra e Objetos de Arte, Subtração de Bicicleta e Danos ao Jardim.




Moro em uma residência alugada, posso fazer seguro?


Sim, o Seguro Residencial pode ser feito tanto em nome do proprietário quanto do inquilino. É possível contratar coberturas apenas para a estrutura/prédio, para o conteúdo ou para ambos, com cobertura no valor de X para a estrutura/prédio e o valor de X para o conteúdo.




No caso de imóvel alugado, quem recebe a indenização é o proprietário ou o inquilino?


Se a cobertura do seguro incluir a estrutura/prédio e o conteúdo, tudo que está dentro do imóvel, como móveis e eletrodomésticos será pago ao inquilino. Já o proprietário recebe a parte que corresponde aos danos causados ao imóvel, como paredes, portas, telhados, enfim, tudo que for estrutural do imóvel.